21º Congresso Brasileiro de Advocacia Pública

21º Congresso Brasileiro de Advocacia Pública
“Diálogos Interdisciplinares – As letras e a lei”
Em homenagem ao escritor Ignácio de Loyola Brandão

Local: Centro Universitário Maria Antônia da USP

QUARTA-FEIRA, 8 DE NOVEMBRO DE 2017

8h30 – Credenciamento – com apresentação musical da “Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas

8h45 – Abertura oficial
José Nicolau Gregorin Filho (Centro Universitário Maria Antônia)
Marcos Ribeiro de Barros (Vice Presidente do IBAP)
Laura Benda (Presidente da Associação Juízes para a Democracia)
Guilherme Purvin (Coordenador Técnico do evento e Presidente da APRODAB)

9h – Palestra de abertura: Márcio Souza (autor de “Galvez Imperador do Acre” e “Mad Maria”)
Debatedor: Jorge de Almeida (Professor de Teoria Literária da FFLCH-USP)

Mesa I: Socioambientalismo e Literatura de Resistência
Mediação: Fernanda Menna (Coordenadora Técnica do evento)
10h – Carlos Marés – “Literatura Latino-Americana do Século XX e o Socioambientalismo”
10h30 – Maria de Lourdes Eleuterio – “A antropofagia oswaldiana: um exercício crítico de descolonização”
11h – Roberto Zular – “Eco-logia: uma política da voz em Guimarães Rosa e Davi Kopenawa”

Mesa II: Sociedade Industrial e Meio Ambiente
Mediação: Ana Maria Nusdeo (Presidente do Instituto O Direito por um Planeta Verde)
14h30 – Ademir Buitoni – “O Direito Diante Das Três Ecologias: Ambiental, Social e Mental”
15h – Fernando Walcacer – “A nuvem de smog”
15h30 – Jorge Luiz Souto Maior – “Poder Judiciário, Sociedade Industrial e Produção Cultural”
16h – Guilherme Purvin – “Ecocrítica Literária – Direito Ambiental e Ficção”
16h30 – ​José Nicolau Gregorin Filho – “Meio Ambiente e escola: a questão literária”

17h – Dalmo Dallari – “Invasão de terras indígenas: passo para a agressão ambiental”
Debatedores: Carlos Marés e Márcio Souza

QUINTA-FEIRA – 9 DE NOVEMBRO DE 2017

9h – Palestra – Manoel Herzog (Germano Quaresma) – “A Literatura no Brasil pós industrial”
Debatedor: Guilherme Purvin

Mesa III: (Des)ocupação dos espaços urbanos
Mediação: Gavin Adams
10h – José Nuzzi Neto – “Gentrificação e o Direito Urbano: uma leitura a partir de ‘Especulação Imobiliária’, de Italo Calvino”
10h30 – Luiza Rosas – “(In)efetividade do Estatuto da Cidade, Interesse Público e Especulação”
11h – Myrna de Arruda Nascimento – “Humano-Urbano: o texto espontâneo do corpo inventor de espaços”
11h30 – Inês Virgínia Soares – “Ocupação cultural das cidades: proteção jurídica da arte na rua”

Mesa IV: Meio Ambiente na Constituição
Mediação: Fernanda Menna
14h30 – Ingrid Furlan Öberg – “Meio ambiente ecologicamente equilibrado – Significado na Biologia”
15h – Marcelo Módolo – “Análise linguístico-funcional do art. 225 da Constituição Federal”
15h30 – Danielle de Andrade Moreira – “Direito das futuras gerações: utopia ou distopia?”
16h – Evangelina Vormittag – “Sadia qualidade de vida – Aspectos médicos”

17h – Palestra – João Silvério Trevisan – “Em busca do pai”
Debatedor: Emerson da Cruz Inacio (Professor do Depto. de Letras Clássicas e Vernáculas da FFLCH-USP)

​18h – Lançamentos editoriais
“Entre em Si” – Poesias – Ademir Buitoni
“Direito Ambiental e Proteção da Fauna” – Guilherme Purvin (org.)
“Laboratório de Manipulação” – Guilherme Purvin
“A Batalha das Libélulas”, “Queda de Babilônia” e “O advogado que entrou no armário” – Glautúrnio Polenta & Guian de Bastos
“Pai, Pai” – João Silvério Trevisan
“Aos loucos de todo gênero e outros causos” – Marcos Ribeiro de Barros

SEXTA-FEIRA – 10 DE NOVEMBRO DE 2017

Mesa V: Geografias do Brasil na Literatura e no Direito
Mediação: Guilherme José Purvin de Figueiredo
9h – Antonio Euclides Vega Pitombeira e Nogueira Holanda – “Literatura sertanista e o nordeste”
9h30 – Sheila C. Pitombeira – “Literatura e Patrimônio Natural e Cultural do Nordeste”​
10h – Gavin Adams – “Narrativas visuais da cidade”
10h30 – Eduardo Vieira Martins – “Imagens da natureza no romantismo brasileiro: da euforia ao terror”
11h – Júlio César Suzuki – “Parceiros do Rio Bonito: do caipira ao camponês. Contribuições de Antonio Candido para ler o campo brasileiro”​

Mesa VI: Natureza e Cultura: Fronteiras
Mediação: Marcos Ribeiro de Barros
14h30 – Raquel Domingues – “Cidades Invisíveis: Urbanismo e Meio Ambiente em Italo Calvino”
15h00 – Ricardo Antonio Lucas Camargo – “Problemas do Direito Econômico a partir de uma leitura de Coração das trevas”
15h30 – Adrian Ribaric – “Ecologia das ideias: saberes culturais, poiésis e heterogênese”
16h00 – Fernanda Menna Pinto Peres – “Ecofeminismo e Literatura”

16h30 – Bate papo com o escritor Ignácio de Loyola Brandão
Mediadores: Márcio Souza, Fernanda Menna e Guilherme Purvin

​17h – Homenagem a Ignácio de Loyola Brandão e encerramento

SÁBADO – 11 DE NOVEMBRO DE 2017
Assembleia Geral Ordinária dos Associados do IBAP